20 SET 2019
07 OUT 2016
Feira de Negócios do 20º CBC supera expectativas dos expositores

O 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade (CBC), que foi realizado de 11 a 14 de setembro, em Fortaleza (CE), foi considerado sucesso em várias áreas: de público, uma vez que quase 8 mil pessoas participaram do evento; de qualidade técnica, pela programação dos mais atuais e relevantes temas da contabilidade brasileira; e, entre outros aspectos, de realização de negócios pelos expositores.

Parte importante dos Congressos de Contabilidade, a Feira de Negócios é o espaço em que os congressistas têm contato direto com as principais novidades e os lançamentos mais recentes dos produtos destinados à atividade contábil. Na feira do 20º CBC, a maior já realizada nos Congressos – com 90 estandes montados em uma área de 3.000 metros quadrados –, as expectativas dos expositores foram superadas.

Conheça, a seguir, alguns depoimentos de expositores da Feira de Negócios do 20º CBC, concedidos durante o evento:

 

Luciano Schewe, diretor de Canais da Safeweb

“Esse é o primeiro Congresso de que a Safeweb participa, e a nossa expectativa era boa, mas acabou se tornando inferior ao que encontramos aqui. Esta feira está muito além do que esperávamos, seja em relação à participação do público ou à receptividade das pessoas. As pessoas vieram pra cá com a mente aberta, prontas para receber as informações, para conversar, para trocar ideias. Temos a satisfação de estar aqui com a certeza de que o investimento foi elevado, mas os resultados mais do que compensaram”.

 

Adriano Ferreira, gerente de Marketing da Thomson Reuters

“Os resultados de negócios, neste Congresso, estão acima das nossas expectativas, que já eram grandes. Além do grande público, que já era esperado, ficamos impressionados com a qualidade do local, com a estrutura e com o entrosamento demonstrado pela classe. Recebemos muitas visitas no estande. Além de receber aqueles que já são clientes, fizemos muitas prospecções de negócios. E conseguimos fechar alguns contratos durante o evento. Há tempos não víamos um evento com um movimento tão grande no estande. O grande investimento que fizemos – estamos sorteando um carro no estande – foi superado em muito.”

 

José Carlos Fortes, presidente da Fortes Software e Tecnologia

“Já participamos de diversos eventos regionais e nacionais, mas este foi o evento que tivemos resultados positivos em todos os aspectos. Em 20 anos da empresa, é o evento no qual mais tivemos resultados, tanto em termos de negócios quanto em prospecção, visibilidade e relacionamentos em âmbito nacional. Aqui abrimos possibilidades de negócios em todo o País. Recebemos diversas pessoas, de cidades de vários estados, que demonstraram interesse em ser representantes ou franqueados da empresa. A partir desse Congresso, posso dizer que a empresa agora chegou a todas as unidades da Federação, de Norte a Sul do Brasil.”

 

Laércio Osório Tissot, diretor de Negócios da Nuvtech/Pier Gestão e Resultados

“A expectativa era boa, mas o resultado ficou acima do que esperávamos. Fechamos negócios e fizemos parcerias com pessoas que querem ser representantes do sistema. Neste congresso, investimos para tonar a nossa marca conhecida e para identificar o nosso público em nível nacional. Conseguimos atingir o nosso objetivo.”

 

Adilson Francisco, presidente da Legisweb

“Em oito anos de existência da empresa, esse é o evento que trouxe o maior retorno, tanto de divulgação e apresentação do produto quanto de fechamento de negócios. No estande, contamos com onze colaboradores, sendo que oito deles fizeram apresentações para o público. Somamos 360 apresentações sobre os produtos para o público. Ficamos muito satisfeitos com o evento. Este foi o primeiro evento realizado pelo CFC que contou com a nossa participação, mas, daqui pra frente, estaremos em outros.”

 

Marcelo Lombardo, CEO da Omie Experience

“Está valendo demais participar como expositor do Congresso. Somos de uma empresa fundada no mercado contábil em 2013, e está sendo um marco pra gente estar neste Congresso como patrocinadores. Este evento é uma prova de que boas ideias crescem rápido. A nossa meta é estar presente no Brasil inteiro e esse evento está trazendo isso. Ficamos impressionados com a organização do evento, que trouxe tanta gente, mesmo num momento complicado da nossa economia. Isso mostra a força do CFC na organização do evento. Fizemos contatos com centenas de empresários e profissionais da área. Conseguimos fazer a exposição da nossa marca, principalmente aos profissionais do Norte do Brasil, onde não éramos conhecidos ainda. Este evento nos abriu a visibilidade para essa região, o que era uma das nossas metas, e a alçamos. A nossa presença aqui também ajudou a reforçar a nossa marca com os parceiros que já tínhamos.”

 

Marco Antonio Granado, presidente da Contint

“Fizemos o lançamento de software na feira e observamos um grande interesse das pessoas pela novidade. A nossa expectativa, em relação ao interesse dos colegas, foi superado. Destacamos a organização e a beleza da estrutura das instalações do Congresso, um berço em que se respira contabilidade o tempo todo. O ambiente de convívio é muito favorável aos negócios, nos remerendo ao dia a dia e ao nosso futuro no trabalho. Este foi o primeiro evento que a empresa participou. Mesmo com as dificuldades da nossa economia, os resultados foram bastante positivos.”

 

Nivaldo Cleto, representante do Setor Empresarial do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI)

“O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) – que cuida da proteção dos domínios para que a internet funcione no Brasil –, montou o estande na Feira com o objetivo de divulgar os serviços aos profissionais, mas também para levar a eles que divulguem aos seus clientes a utilização do domínio “.br”. No site www.cgi.br há uma série de benefícios listados aos usuários da internet, para que utilizem no dia a dia dos seus negócios, na educação, na pesquisa, na proteção de redes e políticas públicas. Como profissional da área contábil e empresário, vi que a maioria dos expositores da Feira de Negócios divulgaram produtos e serviços voltados para a área tecnológica, porque todo o trabalho manual está convergindo para o mundo digital. Concluímos que, cada vez mais, o profissional da contabilidade deixará de fazer o trabalho braçal e utilizará sua inteligência para prestar serviços de consultoria na gestão dos negócios do cliente.”

 

Alexandre Nunes Litwinski, presidente da Mastermaq, e Carlos Alberto Tamm, presidente do Conselho da Mastermaq

“A nossa expectativa era de que este seria um grande evento. O primeiro Congresso que a nossa empresa participou foi em 1996, em Fortaleza, e, a partir daí, esteve em todos. O nosso maior objetivo é se relacionar com os clientes e a classe, não só para mostrar produtos, mas para conversar e entender as necessidades do dia a dia. Lembramos que, nos congressos passados, vendiam-se muitos softwares, mas isso parou. Mas observamos que, neste evento, houve novamente muitas vendas de softwares. A estrutura do local, a organização e também o sorteio dos cinco carros são destaques deste evento.”